Tecnologia do Blogger.
RSS

O Palhaço

Talvez te assuste, eu assim, mascarado
Mas no fim eu me mostro criança
Que só deseja ter toda atenção
Teu olho assim, assustado, agora se espreme
Dá lugar ao sorriso, com toda razão
Eu aqui feito bobo, só me importo contigo
E nem ligaria se você me chamasse
Apenas de amigo, tudo que eu quero ser
Minhas melhores piadas contaria a você
Não sou mágico, nem sei muito bem do futuro
O que eu faço é o que eu consigo fazer
Se preciso me ajoelho aos teus pés e
Em voz alta (eu juro) te imploro
Te faço me prometer, quando você crescer
Não se esquece de mim, eu moro
Em qualquer canto, mas logo volto aqui
Pra te contar da vida, feito acalanto
Só pra te ver sorrir.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

3 comentários:

Raphael Bambirra disse...

lindo.

Liipe disse...

perfeito. pqp velho *__________* nao consigo parar de ler !

Gabriel disse...

lindo, eu ou o texto, gato?

Postar um comentário